Voltar a estar “em forma” após o parto

Pilates Clínico | 28 de Abr de 2020 17:30

Voltar a estar “em forma” após o parto

5 questões fundamentais antes de iniciar a prática de exercício físico.

 

O corpo de uma mulher passa por significativas mudanças, fisiológicas e psicológicas, durante a gravidez, trabalho de parto e parto.

 

Para começar a prática de exercício físico (como correr, ginásio ou pilates) é crucial receber o consentimento do seu médico, na consulta de avaliação pós-parto.

 

Se é daquelas mulheres que se sente ansiosa em começar a sentir-se ativa, durante as primeiras semanas pós-parto, há um trabalho importante que pode ser feito, que inclui técnicas de respiração e movimentos suaves com o peso corporal. No entanto este trabalho também só deve ser feito após uma avaliação com um profissional de saúde.

 

Assim que tem a autorização médica para iniciar o exercício, há algumas questões importantes que se levantam na hora de escolher o melhor método:

 
1. Que tipo de parto teve?

É fundamental saber que tipo de parto teve, ou seja, parto por via vaginal ou por cesariana.

Se teve uma cesariana é necessário avaliar o impacto que a cicatriz pode ter nos movimentos e nos músculos abdominais. Deve ser avaliada a cicatrização, mobilidade da cicatriz e sensibilidade da região.

Se por outro lado, teve um parto por via vaginal é importante saber se teve um parto assistido, ou seja, se foram utilizados instrumentos como fórceps ou ventosa e se foi necessário realizar episiotomia (corte vaginal) ou laceração (se rasgou o pavimento pélvico e se foi necessário levar pontos internos).

 

 2. Tem algum problema de controlo da bexiga ou intestino?

Independentemente de o parto ter sido por cesariana ou por via vaginal, traumático ou não, uma nova mãe pode enfrentar problemas como incontinência urinária ou fecal.

A recém mãe poderá também ter sintomas de descida dos órgãos pélvicos (prolapso), como por exemplo a sensação de que algo está a cair pela vagina.

Caso esteja a passar por alguma destas situações é necessário realizar uma avaliação pélvica com um especialista em Fisioterapia na Saúde da Mulher antes de iniciar a prática de exercício físico.

 

 3. Tem diástase abdominal?

Muitas mulheres ficam preocupadas com a aparência da sua barriga após o parto. Diástase abdominal significa que existiu uma separação dos músculos retos abdominais. É importante avaliar a extensão do afastamento e perceber se o corpo está a conseguir recuperar naturalmente.


4. Está a passar por alguma experiência de dor?

O período pós-parto é fisicamente exigente, com o corpo em recuperação e com um bebé para cuidar. É frequente que as mulheres possam sentir algum tipo de dor ou desconforto. A região da lombar e pélvica pode ser o principal foco de dor mas também poderá sentir na zona do pescoço e ombros pelas posições a amamentar e nas atividades diárias com o bebé. É necessário realizar uma avaliação de Fisioterapia para conseguir perceber quais os exercícios mais adequados para aliviar essa sintomatologia ou se será eventualmente preciso recorrer a outro tipo de tratamento antes de iniciar a prática de exercício.



5. Que tipo de exercício físico fazia antes e durante a gravidez?

Por forma a planear o programa de exercício é necessário perceber que tipo de exercício fazia antes e pensar no que quer voltar a fazer.

Será importante começar com exercícios de respiração e de contração do pavimento pélvico (após correta avaliação por parte de um especialista na área). Trabalhar com um fisioterapeuta especialista em saúde pélvica poderá ajudar de forma a garantir que tem uma avaliação adequada do pavimento pélvico e ajudará a orientar os exercícios numa fase inicial.

 

A maioria das mulheres fica ansiosa por voltar a ter o corpo que tinha antes da gravidez e a sociedade coloca muitas vezes pressão nas mulheres para que voltem ao estado “normal”. Esta pressão poderá vir por parte de familiares, conhecidos e amigos através de comentários, sugestões ou comparações ou através da internet ou revistas ao publicitarem celebridades (ex: Carolina Patrocínio) que demonstram como é fácil voltar a ter uma excelente forma física após o parto.

 

Mas nem tudo é um mar de rosas. Todas as mulheres são diferentes e a experiência que tiveram do parto também é diferente e, estes fatores e muitos outros importam no momento de iniciar a prática de exercício físico.

 

Cada mulher tem o seu ritmo e deve respeitá-lo. Respeite a regra dos 4R´s:

  • Repouso (tire tempo para dar as boas-vindas ao seu bebé e aproveite o momento);
  • Recuperação (dê tempo ao seu corpo para fazer o seu trabalho de recuperação);
  • Reabilitação (realize uma avaliação médica e de fisioterapia pélvica prévia e siga o plano de reabilitação de cicatriz, da diástase abdominal, de incontinência urinária ou de outra condição que a esteja a afetar);
  • Re-treino (inicie gradualmente a prática de exercício físico).

 

Estes são passos importantes para ajudar uma recém-mãe a sentir-se confortável com o seu corpo e a sentir-se saudável.



- Carla Faria -

 

 

fisioterapia | 28 de Jun de 2020 19:56

Intervenção Diferenciada em Fisioterapia Neurológica

No princípio do ano, a Clínica Neurodor, em Vila Nova de Famalicão iniciou a actuação na área da Fisioterapia...

fisioterapia | 16 de Fev de 2020 19:56

Novo Projecto: Preparação para Caminhadas & Peregrinações

Novo Projecto: Preparação para Caminhadas & Peregrinações O meu nome é Tiago Freitas e enquanto 'caminhante'...

fisioterapia | 9 de Mai de 2019 13:49

Maio é o mês de sensibilização da Dor Pélvica

O conceito de dor pélvica abrange toda a região da nossa pélvis e área circundante, nomeadamente a região abdominal,...

Subscreva a nossa NEWSLETTER!